Implantamos a observabilidade na rede de lojas Havan e passamos a monitorar 100% de suas aplicações

Varejista visualiza infraestrutura tecnológica de forma centralizada, prevendo e corrigindo problemas e realizando a medição de SLA por loja; solução insere-se em processos de melhoria contínua da experiência do consumidor

 

O varejo é um mercado extremamente competitivo. Se o cliente tem uma má experiência na loja, seja porque não achou o produto que procurava ou porque enfrentou atrito na hora do pagamento, rapidamente resolve comprar em outro lugar. Oferecer um ambiente a prova de erros e com soluções para que a equipe de TI resolva os problemas rapidamente é um fator crítico para os negócios. Com essa premissa, a Havan, – com sede em Santa Catarina, uma rede de 164 lojas em todo o Brasil e um centro de distribuição – conta agora com recursos de observabilidade baseados na plataforma de monitoramento de ambientes de TI Datadog. A Havan conquistou visibilidade sobre a infraestrutura, utilizando painéis que consolidam o conceito de observabilidade, que junta observação com visibilidade. Nós implantamos essa solução de Software as a Service e passamos a monitorar 100% das aplicações da rede. 

Com um portfólio diverso de produtos que vai de cama, mesa e banho a eletrônicos, alcançando todos os públicos com oferta de crédito e cartão próprio para o parcelamento de compras, a rede Havan conta com dois datacenters e mais de 500 aplicações rodando em diversos ambientes. “Escolhemos a solução Econocom/Datadog porque precisávamos visualizar e acompanhar o comportamento das aplicações em tempo real e obter a visão geral da infraestrutura tecnológica de forma unificada, de modo a prever e corrigir falhas tanto das lojas quanto do e-commerce”, afirma Rodrigo Weber, coordenador de tecnologia da Havan. A solução Econocom/Datadog monitora, hoje, 100% das aplicações e do ambiente de TI da Havan. “Essa plataforma insere-se numa série de processos que visam a melhoria contínua da experiência do consumidor, correlacionando eventos e dando alertas de performance para que a equipe da área correta seja acionada e solucione o problema”, destaca Weber, da Havan.

 

Solução mede o SLA por loja e emite relatórios de desempenho

Os ganhos obtidos pela rede de lojas com adoção da solução Econocom/Datadog foram imediatos: houve queda do tempo médio de resolução de problemas e a consequente melhora da experiência do usuário. A plataforma mede o SLA por loja.

No portal de comércio eletrônico, por exemplo, os gestores de TI conseguem identificar o link em que o cliente clicou, o tempo que a página Web da Havan levou para processar essa informação, quais servidores e banco de dados foram acionados e qual o tempo de resposta, avaliando a performance da aplicação.

Antes de adotar a plataforma Datadog, a Havan trabalhava com um sistema que monitorava apenas 30% de seu ambiente. Sem visibilidade sobre todo o ambiente, a equipe de TI não conseguia identificar se uma falha vinha do hardware, da rede, do banco de dados ou do aplicativo. Havia uma visão descentralizada e compartimentalizada de cada elemento do ambiente da Havan.

Com a proximidade da Black Friday de 2020, o time acionou a Econocom para alterar esse quadro. Os consultores da Econocom ficaram responsáveis pelo projeto, implementação, treinamento da equipe e suporte, implantando a solução de observabilidade da Datadog em pouco mais de um mês, além de desenvolver os dashboards que monitoram todo o ecossistema.

Hoje a equipe obtém informações completas sobre a performance dos sistemas e aciona o time para a correção dos problemas. Isso é feito antes que o consumidor tenha uma experiência negativa na loja ou comprando on-line. “Os serviços providos pela Econocom contribuíram para que a Havan explorasse ao máximo a ferramenta Datadog, ganhando uma visão de 360° e preditiva sobre todos os elementos da TI”, diz Rodrigo Bocchi, CEO da Econocom.

 

Sobre a Havan

A rede de lojas Havan é a 99ª maior empresa do Brasil e 7ª maior companhia de Santa Catarina, ocupando a 13ª posição no setor varejista, tem 35 anos de mercado. Conta com 164 megalojas, localizadas em 20 estados brasileiros, contando com 22 mil colaboradores diretos e pelo menos 120 mil indiretos. A rede oferece aos clientes um mix de mais de 350 mil itens, contando com aproximadamente 700 fornecedores comercializando cerca de 90% de produtos nacionais.